Saiba como cuidar de “cactos/suculentas” em ambientes fechados

Plantas do tipo suculentas são ideais para quem quer um pouco de verde no apartamento e não tem muito espaço ou tempo para se dedicar a um jardim

Um pouco de verde em casa é uma alegria. Só que, por falta de espaço ou de tempo, nem sempre dá para ter um jardim ou mesmo plantas de vaso mais volumosas dentro de um apê, né? Por isso, as suculentas têm sido a escolha de quem quer um contato caseiro com a natureza. São plantas de baixa manutenção que dão um visual super bacana aos ambientes fechados.

O detalhe é o seguinte: baixa manutenção não quer dizer zero manutenção. Elas exigem, sim, alguma atenção para estarem sempre bem vivas, “gordinhas” e bonitonas. E para não morrerem à toa – reclamação de bastante gente que as adota, mas acaba escorregando em algum cuidado e perdendo suas plantinhas.

Resultado de imagem para suculentas

 

Como tratar uma suculenta:

A localização: perto da luz

Quanto mais luz natural, melhor. As suculentas adoram sol pleno e luz direta. O melhor lugar para elas, portanto, é perto de uma janela em que bata sol.

O vaso: com furos no fundo

As suculentas podem ser plantadas em vasos plásticos, de cerâmica ou de argila, em estruturas de vidro, canecas ou até em sapatos velhos, desde que o recipiente tenha pelo menos um furo no fundo.

Resultado de imagem para suculentas

A terra: pobrinha

Por falar nisso, a terra das suculentas é especial, mais “pobre”. A maioria das floriculturas já tem terra preparada especificamente para suculentas, o que facilita bastante a vida.

As regas: não tão frequentes

Suculentas só precisam ser regadas quando a terra estiver seca. A quantidade de luz, a ventilação do ambiente e mesmo o recipiente em que elas estejam interferem bastante na necessidade de água.

Em geral, regá-las uma vez por semana é o suficiente. Em dias mais quentes, talvez seja preciso aumentar essa frequência para um dia sim, dois não – é só checar se a terra está seca.

Se passar uma semana e a terra ainda estiver úmida, não se preocupe e espere mais um ou dois dias para regar a plantinha. A falta de água não mata uma suculenta, mas o excesso, sim.

Mais uma coisinha: se, ao regar, descer água até o pratinho, essa água excedente deve ser descartada. Quando não há pratinho sob o vaso, o escoamento deve ser contido com um jornal ou algum papel absorvente até acabar de sair essa água a mais. Nunca se deve “estancar” um vazamento.